<BODY><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="emafalda.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- para tirar a barra chata --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="abobradiario.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>

Caroline Bigarel, 22 anos, bem menos como blogueira, carioca, nascida em 11 de setembro, porém ainda não foi considerada uma terrorista, é apaixonada pelo teatro e pelo mar. Vez ou outra arrisca tirar um som de seu violão, adora fazer novas amizades e raramente se encontra de mau-humor, desde que não seja acordada no horário em que aprecia estar dormindo. Futura jornalista, uma de suas maiores paixões é escrever. E escreve para a vida ter mais sentido, ainda que saiba que poucas pessoas realmente lerão suas tosquices.


"Atenção: esta vida contém cenas explícitas de tédio nos intervalos da emoção. Quem não gostar que conte outra, ou vire artista e faça sua própria versão. Aqui não tem segunda sessão."

- Profile no Orkut-




Meu humor atual - i*Eu




  Cala-Boca Já Morreu
  Casa da Paula
  Dente do Sapo
  Dias Comuns
  Estado de Surto
  Eu falei, você não ouviu?
  Fernanda Lima
  Juntando Pedacinhos
  Michel Bertoni
  Miretriv
  Poesias do Lucas
  Pum & Etta
  Simplesmente Opinião
  Sociedade Anônima
  Ta Entendendo?
  Tenda da Leninha
  Tudo na Minha Vida
  Winspear



Flogs

  Flog do Artur
  Flog do Felipe
  Flog do Lucas
  Flog da Raquel


Sites

  Site Alma Legendária - Cadetes de Osório
  Site da FO
  Turma do Colégio Militar




Tempos de Blig
Tempos de Weblogger
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Outubro 2006
Janeiro 2007





Meus novos devaneios, aqui: Aqui.
Não há melhor maneira...
Sindrome de Forrest Gump
Tempos Modernos
"...Porque vida de moleque é vida boa..."
"...Porque brasileiro deveria ser verde e amarelo ...
"...Não tinha medo o tal João do Santo Cristo, era...
Enquanto isso, em algum lugar da Orkutosfera...
O Homem da Casa
Correio da Manhã






Link - me





Selos

O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

the barcode printer: free barcode generator



Tudo para seu blog!

Créditos





Contato

E-mail
MSN


Contadores











A reprodução dos textos deste blog é permitida de acordo com algumas diretrizes. Clique no Button acima para maiores esclarecimentos.

Prêmios & Destaques


Image hosted by Photobucket.com
quarta-feira, outubro 26, 2005


Breve Explicação

É, eu estou sem tempo. Sem tempo e sem idéias. Minha cabeça não quer funcionar. Aliás, ela tem funcionado sim. Tem funcionado para a gramática, suas morfologias e sintaxes, tem funcionado para fechar balancetes na contabilidade e para decorar leis em direito. Sei lá, época de concurso surta qualquer um, de tal forma a me deixar meio alheia ao mundo blogueiro. Creio que eu esteja escrevendo por aqui somente para dar o ar da graça mesmo e também para falar a respeito de uma breve visita à sala de torturas, ou, uma breve estadia sobre a bizarra poltrona de uma clínica dentária.

Quem tem medo de dentista?


Quando eu tinha lá meus sete, oito anos, li este livrinho, direcionado as criancinhas que abriam o berreiro quando as mães as levavam para uma consulta odontológica. Apesar da didática bem educativa do livro, a mente fértil da criança, continua sem acreditar que aquilo lá realmente a fará bem e então, suas visitas ao dentista, tornam-se um verdadeiro inferno.
Claro que, hoje em dia, não abro mais o berreiro e nem faço mais escândalos, quando me vejo na situação de visitar um dentista, mas, sempre que compareço num, acabo me deparando com um pimpolhinho choroso na sala de esperas, o que me faz pensar o quão isso pode ser assustador para uma criança, já que, até mesmo para mim, uma visita ao dentista é comparável a uma visita ao ginecologista ou algo do tipo. Bem, pensando melhor, qualquer clínica de ou para alguma coisa é sacrificante, ainda que seja clínica de estética, uma vez que, até para ficar bonita, nossa gente sofre. Creio eu que, a mais tranquila das visitas, seja ao oftalmologista. Consulta rápida, singela, indolor, nada comparável ao momento em que seu dentista menciona seu nome na sala de esperas, sala esta que não possui uma revista nova e atualizada que não seja a Veja, para lhe colocar mais temor antes de entrar no consultório e então, lá vai você, querendo mostrar-se o(a) mais corajoso(a) dos seres, mas que treme na base quando se depara com aquela mesinha cheia de instrumentos e utensílios estranhos.
Pois bem, quando criança, fazia eu meus escândalos a fim de que o dentista ou a dentista, nem tocasse na minha boca, mas, aos vinte e um, isso seria meio impraticável, portanto, eis que eu sento naquela cadeira linda de meu Deus.
Para início de conversa, se tem uma coisa que me enoja é aquele espelhinho que vira e mexe encosta na sua língua. O aparelho pode ser esterilizado e o cacete a quatro, mas não me importa, é nojento e ponto final.
No mais, até aí a tortura apenas começou, quando o dentista diz que uma obturação deverá ser feita em seu dente e você concorda porque não há mesmo outra saída. Começa então o pior: a anestesia. Dependendo do local da obturação, ela poderá ser mais ou menos torturante, excluindo-se a influência do peso da mão do dentista ( ainda mais se ele for homem ). Sério, constatei isso após alguns anos de experiência, que, dentista mulher é muito mais delicada e cuidadosa. Acho que jamais arrancaria dente com um dentista homem. Certamente ele arrancaria minha cabeça junto.
Prosseguindo: logo após aquela seringada com uma agulha do tamanho de um consolo, eu quase durmo, a não ser que a maledita resolva não fazer efeito e eu precise de mais umas duas anestesiadas.
Hoje em dia, para se ter um filho por cesariana, eles aplicam morfina com a anestesia, imagina que beleza se fizessem o mesmo no dentista? =D
Pois bem, após a anestesia "pegar", começa o fura-fura no seu dente com aquela broca, ou motorzinho ou o que quiserem chamar... E então é dzzzzzz pra cá, dzzzzzzz pra lá, até terminar o processo, em meio a sugadores que vira e mexe vão parar quase na goela, algodões que deixam a boca seca e impossibilitada de falar, embora os dentistas continuem entoando altas prosas com o paciente.
Eu imagino como deve ser engraçado a cara aflita dos pacientes numa cadeira odontológica, cadeira esta que, quase nos deixa de cabeça para baixo na hora do tratamento.
Após o final da tortura, você sai do consultório com a boca mole, torta, ridiculamente bizarra e todos na recepção olhando para a sua cara. Definitivamente, eu odeio dentistas, descobri que você só não morre afogado(a) numa consulta odontológica, porque no último momento, o doutor para e manda você cuspir. É o fim da picada.


# Postado por Carol às 1:59 PM