<BODY><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="emafalda.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- para tirar a barra chata --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="abobradiario.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>

Caroline Bigarel, 22 anos, bem menos como blogueira, carioca, nascida em 11 de setembro, porém ainda não foi considerada uma terrorista, é apaixonada pelo teatro e pelo mar. Vez ou outra arrisca tirar um som de seu violão, adora fazer novas amizades e raramente se encontra de mau-humor, desde que não seja acordada no horário em que aprecia estar dormindo. Futura jornalista, uma de suas maiores paixões é escrever. E escreve para a vida ter mais sentido, ainda que saiba que poucas pessoas realmente lerão suas tosquices.


"Atenção: esta vida contém cenas explícitas de tédio nos intervalos da emoção. Quem não gostar que conte outra, ou vire artista e faça sua própria versão. Aqui não tem segunda sessão."

- Profile no Orkut-




Meu humor atual - i*Eu




  Cala-Boca Já Morreu
  Casa da Paula
  Dente do Sapo
  Dias Comuns
  Estado de Surto
  Eu falei, você não ouviu?
  Fernanda Lima
  Juntando Pedacinhos
  Michel Bertoni
  Miretriv
  Poesias do Lucas
  Pum & Etta
  Simplesmente Opinião
  Sociedade Anônima
  Ta Entendendo?
  Tenda da Leninha
  Tudo na Minha Vida
  Winspear



Flogs

  Flog do Artur
  Flog do Felipe
  Flog do Lucas
  Flog da Raquel


Sites

  Site Alma Legendária - Cadetes de Osório
  Site da FO
  Turma do Colégio Militar




Tempos de Blig
Tempos de Weblogger
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Outubro 2006
Janeiro 2007





Meus novos devaneios, aqui: Aqui.
Não há melhor maneira...
Sindrome de Forrest Gump
Tempos Modernos
"...Porque vida de moleque é vida boa..."
"...Porque brasileiro deveria ser verde e amarelo ...
"...Não tinha medo o tal João do Santo Cristo, era...
Enquanto isso, em algum lugar da Orkutosfera...
O Homem da Casa
Correio da Manhã






Link - me





Selos

O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

the barcode printer: free barcode generator



Tudo para seu blog!

Créditos





Contato

E-mail
MSN


Contadores











A reprodução dos textos deste blog é permitida de acordo com algumas diretrizes. Clique no Button acima para maiores esclarecimentos.

Prêmios & Destaques


Image hosted by Photobucket.com
sexta-feira, janeiro 06, 2006


Pagando Pau

Se tem uma coisa que me é intimamente insuportável, são novelas globais. Não as assisto nem que a propaganda e toda a influência humana sejam bem eficiêntes. O horário nobre, que paralisa todas as casas e antenas voltada para o mesmo canal, causam-me náuseas, que já começam após o boa noite de William Bonner e Fátima Bernardes e terminam somente quando, no dia seguinte, os telespectadores assíduos desistem de tentar adivinhar o futuro da trama ou de comentar sobre fatídicos episódios.
Embora eu coloque a televisão como última opção de lazer, tenho de admitir que não pude resistir à tentação de assistir a nova minissérie da Rede Globo: JK - mais pelo seu conteúdo histórico, do que por qualquer outra atração - como toda apaixonada por História do Brasil.
Sendo assim, não posso negar também, que é muito mais atraente conhecer um pouco mais sobre Juscelino Kubischetk, encarnado no Wagner Moura, do que por fotos em preto e branco nos livros de História, assim como a Sara Lemos - futura Kubischetck) na pele de Débora Falabella, da mesma forma em que posso acompanhar o primeiro trabalho na tv do ator Mateus Solano, na pele do médico Júlio, ator este que eu "conhecia" de palco. Sem contar também, que me agrada muito conhecer um pouco mais sobre Belo Horizonte, cidade que me encanta, ainda que eu não a conheça (por enquanto).
Neste conteúdo histórico, entra também o período modernista, com grandes poetas e escritores como Carlos Drumonnd, Tarsila do Amaral, Mário de Andrade, dentre outros mineiros, que vira e mexe, encaixam poesia no meio da minissérie.
Por tudo isso e um pouco mais, tenho ficado atenta nos capítulos de JK, depois de um tempo bem considerável sem assistir novela alguma. Enfim, minha saga televisa durará um bom tempo este ano, já que após a novela, bastará emendar no Big Brother Brasil, que já iniciará em breve e não posso ocultar minha curiosidade em saber quem serão os futuros confinados e quais os provavéis futuros barracos, o show clímax do programa. Depois, teremos carnaval e finalmente entrarei em clima de Copa do Mundo, o que não me fará perder um jogo sequer, mesmo aturando Galvão Bueno - mais é justamente para isso que serve o "mute" do controle remoto - e então, esperarei para que apareça mais alguma minissérie global com conteúdo histórico para me prender novamente em frente a telinha.
Enquanto isso, despeço-me por aqui e vou lá pagar pau pra emissora, ligadona na rede globo. Pelo menos é melhor que assistir "Casa dos Noivos" no SBT, que tirando o extinto "Topa Tudo Por Dinheiro", onde era interessante perceber até onde o ser humano suportava o ridículo por míseros cem reais, Silvio Santos ninguém merece, né?


# Postado por Carol às 12:59 PM


segunda-feira, janeiro 02, 2006


365 dias

Como bem se vê, sempre se passam os anos e já estamos nós em 2006, época de festejar não só a virada, mas também o futebol, pois, para quem gosta, será ano de Copa do Mundo e eu, como boa brasileira, adoro! E detestei ouvir alguns videntes falarem que o Brasil não leva o Hexa. À partir de agora sou vidente também e digo que a taça é nossa. Quando um ano se inicia, eu não sei se voltamos no tempo, ou avançamos. O avanço é anual, mas dá um certo desespero ao pensar que volta todos os meses novamente, de janeiro a dezembro, as mesmas estações, os mesmos feriados, enfim, tudo é igual, nada muda, somente as esperanças. Fora isso, início de ano não nos permite tempo para postar qualquer texto medíocre que seja, uma vez que passei minha virada dentro de casa, sem nenhuma novidade, nem sequer atrevi-me a ir para Copacabana, enfrentar as costumeiras muvucas, como normalmente faço.
Depois de um Natal em família e as tradicionais rixas familiares que não deixam de existir nem durante a ceia, crianças que faziam birras porque não ganharam o que queriam ou pasme: porque se assustaram com uma pequena aranha no ambiente, fez de minha comemoração Natalina algo fora do habitual: como encontrava-me longe de casa e precisava voltar num horário adequado (leia-se aí, num horário que o Metrô ainda funcionasse), passei a meia noite dentro de um vagão, escutando meu tio dizer que as almas penadas poderiam estar soltas por ali. Algo básico assim, porém, posso ao menos afirmar que meu natal foi diferente. Bem diferente.
Já no dia 31, arrisquei-me a caminhar com meu pai pelo Alto da Boa Vista, estava decidida a tomar um banho de cachoeira, idéia essa que não sucedeu-se porque meu pavor por água gelada, não permitiu que eu concretizasse o ato. Mas ganhei belas mordidas de mosquitos na perna, que me coçam até o presente momento. Fiquei espantada assistindo aos turistas tremelicando de frio, mas que faziam questão de banhar-se naquela pancada d'agua.
Descobri também que para meu pai, tudo é igual a 300 metros. Explico-lhes:
- Pai, quanto temos ainda de caminhada até a cachoeira?
- Mais ou menos uns 300 metros.
Um tempo depois.......
- Pai, há quanto estávamos de altitude, sabe?
- Acredito que uns 300 metros.
Outro tempo depois....
- Você deveria caminhar lá dentro do seu prédio, é bem provável que ali tenha por volta de uns 300 metros.

É, o que vai se fazer, né ? Como ele aniversaria no dia primeiro, a gente leva na brincadeira... Pelo menos já sei quais respostas chutar em cálculos de áreas matemáticos.
Bem! Mas eu só queria deixar registrado a todos aqui, mesmo que atrasado, um Feliz Ano Novo, que 2006 seja repleto de paz, felicidade, saúde, dinheiro e muito amor, pois, se teve algo que eu descobri em 2005, é que os homens, definitivamente, não prestam! Com exceções, claro, como toda regra! E eu já comecei o ano estudando, que maravilha....
Ah, e o calor também não mudou. Hunf.


# Postado por Carol às 1:33 PM