<BODY><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="emafalda.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- para tirar a barra chata --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="abobradiario.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>

Caroline Bigarel, 22 anos, bem menos como blogueira, carioca, nascida em 11 de setembro, porém ainda não foi considerada uma terrorista, é apaixonada pelo teatro e pelo mar. Vez ou outra arrisca tirar um som de seu violão, adora fazer novas amizades e raramente se encontra de mau-humor, desde que não seja acordada no horário em que aprecia estar dormindo. Futura jornalista, uma de suas maiores paixões é escrever. E escreve para a vida ter mais sentido, ainda que saiba que poucas pessoas realmente lerão suas tosquices.


"Atenção: esta vida contém cenas explícitas de tédio nos intervalos da emoção. Quem não gostar que conte outra, ou vire artista e faça sua própria versão. Aqui não tem segunda sessão."

- Profile no Orkut-




Meu humor atual - i*Eu




  Cala-Boca Já Morreu
  Casa da Paula
  Dente do Sapo
  Dias Comuns
  Estado de Surto
  Eu falei, você não ouviu?
  Fernanda Lima
  Juntando Pedacinhos
  Michel Bertoni
  Miretriv
  Poesias do Lucas
  Pum & Etta
  Simplesmente Opinião
  Sociedade Anônima
  Ta Entendendo?
  Tenda da Leninha
  Tudo na Minha Vida
  Winspear



Flogs

  Flog do Artur
  Flog do Felipe
  Flog do Lucas
  Flog da Raquel


Sites

  Site Alma Legendária - Cadetes de Osório
  Site da FO
  Turma do Colégio Militar




Tempos de Blig
Tempos de Weblogger




Giz, pra que te quero?
Divagações
Pagando Pau
365 dias
A arte de ser ator, é amar o teatro!
Personalidades do Metrô
Breve Explicação
A Onda dos Floods
Revelações Bombásticas.
A Sala de Aula






Link - me





Selos

O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

the barcode printer: free barcode generator



Tudo para seu blog!

Créditos





Contato

E-mail
MSN


Contadores











A reprodução dos textos deste blog é permitida de acordo com algumas diretrizes. Clique no Button acima para maiores esclarecimentos.

Prêmios & Destaques


Image hosted by Photobucket.com
domingo, março 26, 2006


Correio da Manhã

Tem coisa pior do que acordar cedo em plena segunda - feira, com cara de quem foi dormir as 21h no domingo, quando na verdade, dormiu depois do Intercine ? Aí você, moça e moço trabalhador, acordam atrasados porque não ouviram o despertador que berrou enlouquecidamente até desistir ou, no mínimo, foi estapeado para que parasse de tocar em momento inoportuno. Ora! Vai perturbar o sono de outro! Eu só quero mais cinco minutinhos, depois disso eu desperto. E, aqueles cinco minutinhos, delongam-se de tal forma que, quando você se dá conta, dormiu matematicamente, multiplicando os cinco minutos por seis, atrasando aquela meia hora indispensável para o banho, para o cafezinho básico da manhã ou para passar e escolher a roupa que iria vestir no dia. Nessa, o desespero vira aflição e é aquele corre-corre para compensar a meia hora dispendida para um sono preguiçoso. E é o banho ligeiro ou não tomado, o cafezinho mal feito ou o pão mordido pela metade enquanto se veste e ainda o desespero feminino para se achar a idumentária do dia, entre os cabides quase quebrando pelo do peso das roupas, que são tantas, mas que naquela hora, não representam nenhuma. "Meu Deus! Eu estou sem roupas! O que vestirei hoje? Essa já me viram com ela, está batida e esta outra eu já enjoei, não aguento mais, preciso de roupas novas urgente!" E saímos então para as ruas, só não esquecendo da cabeça porque é impossível separar-se desta. O restante, ficou perdido pela casa e só no caminho vamos nos dando conta do que esquecemos. Para quem achou que este é o fim do mundo, eu afirmo que pior ainda, é acordar para a labuta diária de um brasileiro comum e, com isso, enfrentar a suave rotina buzônica de um dia em que todo mundo parece se atrasar: segunda - feira. Pode perceber que no horário normal (leia-se o horário dos não-atrasados), os transportes estão sempre vazios neste dia, o que não sucede um pouco mais tarde, pois todo mundo também resolver desobedecer as ordens do despertador, colega incoveniente de quarto. Eis então que, no ponto de ônibus mal se aguentando em pé de sono, você avista o seu se aproximar a faz o sinal, já imaginando que poderá finalmente recostar num banco qualquer e ainda tirar um cochilo do sono que continuava atrasado. Mas a decepção é grande quando você adentra o veículo e percebe que ou você desperta de vez ou será vítima de um massacre humano dentro daquele micro espaço onde vários corpos, corpúsculos e corpões se alastram ocupando qualquer ínfimo espaço cúbico existente. E são mochilas, mochilões, mochilinhas, bolsas, malas, pastas e o cacete a quatro que irão impedir a sua passagem até algum lugar onde você possa se segurar. Com segurança!
E enfim, você consegue penetrar entre algumas pessoas e aguenta o tranco das curvas mau-humoradas do motorista que também detesta segundas-feiras e então fica de olhares atentos para tentar adivinhar qual pessoa saltará no próximo ponto.
Pronto! Você avista alguém ajeitar a bolsa, a roupa, sinal de que vai levantar-se, você então já se prepara, assim como todos que ali estão em pé, quase beijando o vidro, doidos para sentar. Quando então, para sua alegria, um banco vaga bem a sua frente, é a sua chance. Você praticamente avista o Santo Graal. E senta. Ufa! Que alívio! Aquela sensação de poder, ao estar sentada, enquanto todos ainda permanecem em pé. Entretanto, a sua alegria dura pouco. No mesmo minuto, o ônibus para num ponto e metade dele desembarca. Existem dezenas de outros bancos vazios. Você está ali, sentada. Mas e daí? O prazer acabou.

Um bom despertar matutino sem trancos e barrancos buzônicos por aí!


# Postado por Carol às 11:14 PM