<BODY><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="emafalda.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- para tirar a barra chata --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="abobradiario.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>

Caroline Bigarel, 22 anos, bem menos como blogueira, carioca, nascida em 11 de setembro, porém ainda não foi considerada uma terrorista, é apaixonada pelo teatro e pelo mar. Vez ou outra arrisca tirar um som de seu violão, adora fazer novas amizades e raramente se encontra de mau-humor, desde que não seja acordada no horário em que aprecia estar dormindo. Futura jornalista, uma de suas maiores paixões é escrever. E escreve para a vida ter mais sentido, ainda que saiba que poucas pessoas realmente lerão suas tosquices.


"Atenção: esta vida contém cenas explícitas de tédio nos intervalos da emoção. Quem não gostar que conte outra, ou vire artista e faça sua própria versão. Aqui não tem segunda sessão."

- Profile no Orkut-




Meu humor atual - i*Eu




  Cala-Boca Já Morreu
  Casa da Paula
  Dente do Sapo
  Dias Comuns
  Estado de Surto
  Eu falei, você não ouviu?
  Fernanda Lima
  Juntando Pedacinhos
  Michel Bertoni
  Miretriv
  Poesias do Lucas
  Pum & Etta
  Simplesmente Opinião
  Sociedade Anônima
  Ta Entendendo?
  Tenda da Leninha
  Tudo na Minha Vida
  Winspear



Flogs

  Flog do Artur
  Flog do Felipe
  Flog do Lucas
  Flog da Raquel


Sites

  Site Alma Legendária - Cadetes de Osório
  Site da FO
  Turma do Colégio Militar




Tempos de Blig
Tempos de Weblogger




Correio da Manhã
Giz, pra que te quero?
Divagações
Pagando Pau
365 dias
A arte de ser ator, é amar o teatro!
Personalidades do Metrô
Breve Explicação
A Onda dos Floods
Revelações Bombásticas.






Link - me





Selos

O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

the barcode printer: free barcode generator



Tudo para seu blog!

Créditos





Contato

E-mail
MSN


Contadores











A reprodução dos textos deste blog é permitida de acordo com algumas diretrizes. Clique no Button acima para maiores esclarecimentos.

Prêmios & Destaques


Image hosted by Photobucket.com
quarta-feira, abril 05, 2006


O Homem da Casa

O filme era daqueles para ver acompanhado se não quisesse sentir medo sozinho. Nada de pipoquinhas ou jujubinhas para degustar durante a exibição, uma vez que as cenas fariam qualquer um perder o apetite. Algo do tipo "A Casa Amaldiçoada" ou "A Casa do Espanto", "Casa dos Espirítos" e coisas afins, apenas sei que a história se passava em alguma dessas residências assustadoras, repleta de assombros e alpendres sinistros de entrada.

Era uma noite daquelas em que nada havia para se fazer a não ser dividir a poltrona com a mulher e os filhos, que não mostravam nenhum sinal de perturbação ou interesse pelo que se passava na televisão. A mulher tentava manter-se acordada e os filhos zombaram da dublagem mal feita de televisão, trocando o programa pelo macio conforto do travesseiro. Ele não. Aquele filme prendeu sua atenção desde o início e a cada cena que se tornava mais cabulosa, cutucava sua esposa, adormecida e dizia:

- Cristina, não está vendo, Cristina?

Ela, em estado de semi-embriagagem-sonífera respondia de olhos fechados:

- É claro que estou vendo, estou prestando atenção.

Cristina esquecera-se que deixara a geladeira descongelando e, enquanto os olhos do marido estavam pregados às cenas horripilantes e macabras daquela história que lhe causava arrepios, ainda que todas as luzes estivem acessas, um gelo deslocara-se lá na cozinha e... PLAFT! caía direto na prateleira de acrílico. Ele na mesma hora levantou-se assustado e, como o homem da casa - macho - que era, foi até a cozinha. Caminhava cautelosamente, para descobrir de onde provinha o barulho.
"Imaginei algo mais excitante",pensou, desanimado enquanto limpava a prateleira.

Durante todos os comerciais, lá ia ele, limpar as prateleiras da água que derretia dos gelos. Cheio de coragem, enchia o peito e percorria o corredor que separava a sala da cozinha, para completar sua iniciada tarefa, quando numa dessas, enquanto jogava a água da prateleira na pia, percebeu a sombra de um vulto refletida no acrílico. Tremeu nas bases. O que era aquilo?

A sombra tinha uma juba capilar gigantesca e apoiou as mãos sobre a porta da cozinha, enquanto possivelmente o admirava. Sentiu um frio percorrer as espinhas. Respirou fundo. Uma voz grossa e embaçada por um bocejo, tornando-se grave, ressonou atrás dele:

- Oi Amor.

Um berro foi ouvido há quilômetros de distãncia naquela noite. Era uma vez um acrílico partido ao meio, quando Cristina disse ainda embriagada pela sonolência:

- Puxa meu amor, você me assustou. Precisava assim gritar?

E, vendo a cara pálida do maridão, deixou transparecer um sorriso nascendo no canto do lábio:

- Eu não te assustei, foi? Não acredito!

Ele não assumiu o susto, é claro. E nunca iria assumir, embora tivesse se assustado profundamente. Respirou fundo, atravessou o corredor, apagou a tv e foi para o quarto dormir. Ainda haviam resquícios de medo, até a sombra branca do Poodle no escuro, que lhe assustava normalmente, nesse dia assombrou-lhe mais. Porém, ele nada dizia, seu medo não revelaria. Afinal de contas, ele era o homem da casa.


Por que eu escrevi isso?

¬¬
Acertou. É verídico.

o_O


# Postado por Carol às 10:49 PM