<BODY><!-- --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="emafalda.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div><!-- para tirar a barra chata --><div id="b-navbar"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-logo" title="Go to Blogger.com"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/logobar.gif" alt="Blogger" width="80" height="24" /></a><form id="b-search" action="http://www.google.com/search"><div id="b-more"><a href="http://www.blogger.com/" id="b-getorpost"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_getblog.gif" alt="Get your own blog" width="112" height="15" /></a><a href="http://www.blogger.com/redirect/next_blog.pyra?navBar=true" id="b-next"><img src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_nextblog.gif" alt="Next blog" width="72" height="15" /></a></div><div id="b-this"><input type="text" id="b-query" name="q" /><input type="hidden" name="ie" value="ISO-8859-1" /><input type="hidden" name="sitesearch" value="abobradiario.blogspot.com" /><input type="image" src="http://www.blogger.com/img/navbar/4/btn_search.gif" alt="Search" value="Search" id="b-searchbtn" title="Search this blog with Google" /><a href="javascript:BlogThis();" id="b-blogthis">BlogThis!</a></div></form></div><script type="text/javascript"><!-- function BlogThis() {Q='';x=document;y=window;if(x.selection) {Q=x.selection.createRange().text;} else if (y.getSelection) { Q=y.getSelection();} else if (x.getSelection) { Q=x.getSelection();}popw = y.open('http://www.blogger.com/blog_this.pyra?t=' + escape(Q) + '&u=' + escape(location.href) + '&n=' + escape(document.title),'bloggerForm','scrollbars=no,width=475,height=300,top=175,left=75,status=yes,resizable=yes');void(0);} --></script><div id="space-for-ie"></div>

Caroline Bigarel, 22 anos, bem menos como blogueira, carioca, nascida em 11 de setembro, porém ainda não foi considerada uma terrorista, é apaixonada pelo teatro e pelo mar. Vez ou outra arrisca tirar um som de seu violão, adora fazer novas amizades e raramente se encontra de mau-humor, desde que não seja acordada no horário em que aprecia estar dormindo. Futura jornalista, uma de suas maiores paixões é escrever. E escreve para a vida ter mais sentido, ainda que saiba que poucas pessoas realmente lerão suas tosquices.


"Atenção: esta vida contém cenas explícitas de tédio nos intervalos da emoção. Quem não gostar que conte outra, ou vire artista e faça sua própria versão. Aqui não tem segunda sessão."

- Profile no Orkut-




Meu humor atual - i*Eu




  Cala-Boca Já Morreu
  Casa da Paula
  Dente do Sapo
  Dias Comuns
  Estado de Surto
  Eu falei, você não ouviu?
  Fernanda Lima
  Juntando Pedacinhos
  Michel Bertoni
  Miretriv
  Poesias do Lucas
  Pum & Etta
  Simplesmente Opinião
  Sociedade Anônima
  Ta Entendendo?
  Tenda da Leninha
  Tudo na Minha Vida
  Winspear



Flogs

  Flog do Artur
  Flog do Felipe
  Flog do Lucas
  Flog da Raquel


Sites

  Site Alma Legendária - Cadetes de Osório
  Site da FO
  Turma do Colégio Militar




Tempos de Blig
Tempos de Weblogger
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Outubro 2006
Janeiro 2007





Meus novos devaneios, aqui: Aqui.
Não há melhor maneira...
Sindrome de Forrest Gump
Tempos Modernos
"...Porque vida de moleque é vida boa..."
"...Porque brasileiro deveria ser verde e amarelo ...
"...Não tinha medo o tal João do Santo Cristo, era...
Enquanto isso, em algum lugar da Orkutosfera...
O Homem da Casa
Correio da Manhã






Link - me





Selos

O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

the barcode printer: free barcode generator



Tudo para seu blog!

Créditos





Contato

E-mail
MSN


Contadores











A reprodução dos textos deste blog é permitida de acordo com algumas diretrizes. Clique no Button acima para maiores esclarecimentos.

Prêmios & Destaques


Image hosted by Photobucket.com
domingo, maio 21, 2006


"...Não tinha medo o tal João do Santo Cristo, era o que todos diziam quando ele se perdeu..."

Dentro da delegacia, o Agente fazia meu Registro de Ocorrência: fui furtada sem perceber, dentro de um coletivo. Abriram a minha mochila e retiraram minha carteira - recheada - não de muito dinheiro, é claro, mas de coisas valorosas para mim, porém, sem nenhum valor - tenho certeza - para o ladrão. Qual o prazer de roubar uma estudante?
O mal é que eu ainda percebi algum movimento estranho atrás de mim, na bolsa, mas, como o ônibus estava cheio atrás, nem me liguei que poderia estar sendo furtada. Só dei a falta da carteira, quando cheguei em casa e fui procurá-la para pegar dinheiro. Fiquei revoltada! Sabe quando você tem uma carteira de estimação? A minha era assim, até coleções de ingressos antigos, tinha. Agora lá vou eu para a maior mão de obra: tirar novos documentos, comprar nova carteira (que nunca substituirá a outra, por mais igual que possa ser e ainda assim, nunca será), e arrumar dinheiro, pois ao todo, somando com transporte rápido (quem mora no rio sabe dos cartões eletrônicos que, diferente do nome, só atrasam a vida dos passageiros) e mais dinheiro que tinha lá dentro, obtive um prejuízo de cem reais!
Não há dinheiro que pague a vida, é verdade, mas se eu tivesse percebido ali, o que estava acontecendo, aquele cara não faria absolutamente nada, era o típico ladrãozinho pé-de-chinelo, que por sinal, está cheio aqui no Rio de Janeiro: subtraiu a minha carteira dentro de um ônibus, sem que eu me desse conta e, aposto não ter sido a primeira e nem serei a última pessoa a sofrer este tipo de roubo. Mas o pior de tudo, foi na delegacia: o agente me entregou três pastas grossas com retratos falados e fotografias de bandidos, para eu ver se por acaso tinha sido assaltada por algum deles e disse:
- Isso é para você se divertir um pouquinho...
A cada fotografia que eu olhava, me apavorava mais. Eu estava numa delegacia que não mantêm presos ali, imagina como é o clima numa Penitenciária? Os retratos falados mostravam a verdadeira realidade da violência: cada um mais pinta braba que o outro. E tinham crianças no meio, com fichas criminais, que qualquer um diria ser de um desses grandes e temidos bandidos. É assustador. Contudo, o que me impressionou mais, foi a foto de um criminoso, em que, rabiscado de caneta em cima do retrato, havia escrito: "Já fui..." e uma cruz desenhada. Cada um que interprete da forma como quiser isso daí, que foi escrito pelos policiais.
Enquanto eu prestava meu depoimento, um policial carregando um fuzil gigantesco, entrou na sala, dizendo que outro policial havia sido baleado na cabeça, numa troca de tiro com bandidos. Saí da DP revoltada com tantas coisas, principalmente com a tranquilidade que os agentes policiais recebem os casos, de tão acostumados que estão com aquilo e com a frequência em que ocorrem. Quando eu estava saindo, entrava um rapaz jovem, que acabara de ser abordado por um assaltante na rua.
E agora, os meus dias vão se seguir, sem o mesmo sabor de quem nunca havia sofrido um furto na vida...


# Postado por Carol às 10:44 PM